Jogar para quem?

2 de abril de 2012

Há anos vivemos um problema muito sério em nossa cidade: a falta de estrutura adequada para as unidades policiais, tanto da polícia militar quanto da polícia civil e dos órgãos de apoio como o instituto médico legal e as delegacias especializadas.

Ano após ano, gestão após gestão, nossas autoridades promovem um verdadeiro “jogo de empurra’ que sempre começa com a “surpresa” de ter o conhecimento das precárias situações. O Governo do Estado e a Prefeitura Municipal não se entendem e ao invés de solucionar os problemas, arrumam desculpas para desespero da população. 

Alguns exemplos: a base comunitária instalada no Bom Clima, construída pela comunidade para uma capacidade de efetivo de 20 policiais, se transformou em uma Companhia da Polícia Militar que conta com um efetivo de mais de 100 policiais. Pergunta: como um espaço físico projetado para 20 pode receber 100 policiais adequadamente? A construção de uma nova companhia se arrasta por anos com histórias de cessão de áreas, uso de parte da área de uma escola estadual, destinação de uma praça próxima para uma nova construção e tantas outras iniciativas que não saíram do papel e dos discursos.

Na Vila Galvão, Cumbica, Vila Augusta e nos Pimentas, as delegacias de polícia funcionam em prédios alugados pela Prefeitura. São estruturas precárias, mas pagas com recursos municipais! Este pagamento permite que o município “lave as mãos” com relação ao problema, pois sempre é mais fácil fazer coro junto com a população e divulgar que a cidade investe milhões de reais em algo que é obrigação do governo estadual. Ora, isso não é investimento e sim um gasto de recursos públicos em algo que não satisfaz a população e os agentes públicos que lá trabalham.

Precisamos de gestores com coragem para enfrentar esta situação. Por que não construir delegacias de polícia e unidades da polícia militar em imóveis próprios, bem localizados e projetados? Basta vontade, planejamento e principalmente acabar com este jogo de empurra da papelada para lá e para cá, articulado por políticos que esquecem que isso prejudica nossa população.

Faz parte do cenário deste jogo o lamentável afastamento da comunidade das discussões do tema segurança em Guarulhos. Acabaram com o Fórum de Segurança, com Conselho Municipal de Segurança, com o Grupo de Gestão Integrada Municipal e enfraqueceram os CONSEGs. A integração da comunidade com as autoridades hoje é só uma retórica. 

Guarulhos merece mais investimentos na área de segurança pública. Investimentos em estruturas físicas adequadas e eficientes, bem planejadas, decididas após ouvir os profissionais de polícia e a comunidade. O governo estadual e municipal precisam se entender e tocar o projeto para frente, melhorando nossa cidade. Só continua neste “jogo de empurra” quem veste a camisa da incompetência!

Wilson Lourenço

Empreendedores em alta!

1 de novembro de 2011

São números altamente positivos: no estado de São Paulo foram criadas aproximadamente 360 mil novas empresas em 2011! Segundo os dados de registro na JUCESP (Junta Comercial do Estado de São Paulo) o empreendedorismo está em alta com a abertura de mais de 260 mil empresas na modalidade empreendedor individual somente neste ano.

Sabemos que a economia aquecida estimula que estes empreendedores acreditem em seus negócios e passem para a formalidade as atividades que antes estavam fora da economia formal.

Atualmente, de olho nestes empresários, bancos, instituições de ensino, empresas de informática e de cartão de crédito, tem concedido vantagens especiais como taxas ou descontos para atrair e estimular os negócios destas novas empresas.

Outra comprovação do bom momento econômico que vivemos é que nosso estado de São Paulo já teve outras 100 mil empresas de maior porte registradas neste ano. A criação de uma nova empresa exige capital para investimentos, gera empregos e movimenta a economia da região onde está instalada, criando um ciclo positivo de crescimento.

Por outro lado, muitas empresas já sofrem com a falta de empregados qualificados o que preocupa os planos de expansão da produção. Produtos de qualidade exigem mão de obra especializada e matéria prima entregue no prazo, o que com as encomendas aquecidas nem sempre é possível.

O espírito empreendedor e dedicação destes novos empresários fazem a verdadeira revolução social do Brasil. São pessoas que enfrentam os juros altos, a carga tributária entre as maiores do planeta, a burocracia excessiva para comprar e vender. 

Lidam diariamente com infraestrutura que deixa a desejar, convivem com regras trabalhistas do século passado, investem para conquistar o mercado e ainda ter lucro.  É algo realmente difícil, que merece o reconhecimento da sociedade. Onde será chegaríamos sem todas estas barreiras?

Wilson Lourenço

wjlj@uol.com.br

Vice-Presidente da FACESP – Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo

Presidente da ACE anuncia novos diretores

Guarulhos, 18 de março de 2009

Após todos os trâmites legais previstos pelo estatuto da Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos (ACE) referente à eleição da diretoria executiva da entidade e a proclamação da comissão eleitoral de sua reeleição, o empresário Wilson Lourenço começou a anunciar, ontem, os nomes que comporão sua diretoria para o biênio 2009/2011.


Marco Aurélio: diretor jurídico

O departamento jurídico da ACE ganhou um novo diretor. Trata-se do advogado Marco Aurélio Ferreira, que assumiu no lugar de Álvaro Bernadino, que deixa a entidade para se dedicar a projetos pessoais.

A região do Taboão passará a contar com uma diretoria regional. O escolhido para o cargo foi o engenheiro Eduardo Martins. Além de ser a ligação entre a Associação Comercial e os empresários da região, Martins, que também faz parte da Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos do Município de Guarulhos (ASSEAG), promete estreitar o relacionamento entre as duas entidades. “Fico feliz em me tornar o canal entre a ACE e os empreendedores do Taboão que há muito tempo queriam se aproximar da entidade. Mas terei, também, a responsabilidade de estreitar o relacionamento com os profissionais ligados da ASSEAG”, disse.


Eduardo Martins: diretor regional do Taboão

Empresário com larga experiência em comunicação e marketing em Guarulhos, Jacques Miranda assumiu a diretoria de marketing. “Por mais que não tenha participado ativamente da primeira eleição do presidente Wilson Lourenço, nunca deixei de estar próximo a entidade. Pretendo, agora, ajudar a elevar ainda mais o trabalho do departamento”, falou.


Jacques Miranda: diretor de marketing

Após dois anos afastados das atividades da Associação Comercial, o empresário Tony Rapé foi convencido por Wilson Lourenço a voltar a ajudar no trabalho de divulgação do associativismo e do empreendedorismo. Rapé assume, novamente, a 1ª Secretaria da entidade, cargo este que ocupou durante a gestão do ex-presidente Decio Pompêo Junior.


Tony Rapé: 1º Secretário

Lourenço disse aos seus diretores que a entidade continua com objetivo de aumentar sua representatividade nas regiões comerciais da cidade e incentivou os associados a participarem ativamente das decisões da ACE. “A diretoria precisa contar com o empenho de empreendedores comprometidos com o associativismo, só assim continuaremos a construir uma entidade cada vez mais forte”, afirmou.

ACE pede maior fiscalização

Guarulhos, 03 de outubro de 2007

Proprietários de locadoras de filmes procuram entidade e obtêm apoio institucional

Cansados dos desmandos e ineficiência dos poderes públicos relativos a fiscalização da venda de produtos piratas na cidade, empresários guarulhenses participaram de uma reunião de diretoria da Associação Comercial e expuseram o grave problema que atualmente convivem.

Segundo eles, todas as empresas locadoras de filmes (antigas vídeo-locadoras) estão fadadas à falência. “A venda de DVD’s piratas em Guarulhos é flagrante, mas as autoridades dizem que não a vêem. Basta circular na região central que encontraremos inúmeros vendedores. Só a fiscalização que não vê”, disse indignado Fernando Coelho, proprietário de uma locadora, durante o encontro.


O diretor de Assuntos Legislativos da ACE, Eduardo Kamei, acompanhou o presidente Wilson Lourenço na Câmara Municipal

O presidente da ACE, Wilson Lourenço concordou que estão ocorrendo abusos e afirmou que é a favor de uma fiscalização mais rígida. “Devemos combater os produtos piratas, pois trazem prejuízos a muitas pessoas. Defendo um maior esforço por parte da fiscalização da Prefeitura e da própria Polícia. A população deveria também boicotar esse tipo de compra, mas a diferença de preços é tão absurda, que uma classe da sociedade não deixa de comprar. A ACE apoio a iniciativa dos empresários do setor”, disse.

Para se ter uma idéia, hoje as locadoras pagam à distribuidora por um filme em DVD original o valor de até R$ 120,00. No comércio ambulante, 3 DVD’s piratas podem ser adquiridos por até R$ 10,00. Com o preço do aluguel, que varia de R$ 3,50 a R$ 4,50, é necessário alugar esse DVD de 30 a 40 vezes para ter lucro.

Baseado neste assunto, aproximadamente 100 proprietários de locadoras de filmes de Guarulhos e seus funcionários promoveram manifestação na Câmara Municipal, acompanhada de passeata na região central. De maneira pacífica, cerca de 200 manifestantes ocuparam a galeria e ouviram seu representante, Fernando Coelho, utilizar a tribuna da Casa. “Gostaria que todos os vereadores nos ajudassem a combater esse mal. Precisamos do apoio de todos para sensibilizar as autoridades. Não podemos fechar nossas empresas por causa do crime organizado”, declarou.

Na cidade, estimativas do setor apontam que pelo menos 30% das cerca de 900 que existiam em 2006 fecharam suas portas nos últimos 12 meses. Outro dado aponta que, no mês de setembro, houve uma diminuição de 66,6% no movimento de locações com relação ao mesmo período do ano passado.

Após a visita à Câmara, os manifestantes dirigiram-se ao Paço Municipal, onde entregaram um dossiê sobre o setor para a vice-prefeita Eneide Maria de Lima (PT).

Plenária para aprovação de propostas ocorre nesta terça

Guarulhos, 21 de junho de 2010

Os delegados que participam da 4ª edição da Conferência Nacional das Cidades, em Brasília, terão nesta terça-feira, 22, uma plenária para aprovação das propostas debatidas durante o evento. O encontro, que conta com a participação do presidente da ACE-Guarulhos, Wilson Lourenço, tem por objetivo combater as desigualdades sociais, transformando as cidades em espaços mais humanizados.


Wilson Lourenço ao lado de representantes de ACs de todo o país

Desde o último sábado, 19, quando iniciou a conferência, representantes de diversos municípios participam de debates que tem a missão de levar a administração pública à tradução popular sobre as ações que devem ser implementadas nas cidades brasileiras. Com o lema “Cidade para todos e todas com gestão democrática, participativa e controle social”, discutirá, também, os avanços e as dificuldades para efetiva implementação da Política Nacional de Desenvolvimento Urbano (PNDU).
 
Programação – Na quarta-feira, 23, último dia da conferência, está prevista uma nova plenária para aprovação de propostas, bem como a eleição do conselho das cidades.
 
Durante a realização do encontro foram debatidos os seguintes temas: Criação e implementação de conselhos das cidades, planos, fundos e seus conselhos gestores nos níveis federal, estadual, municipal e no Distrito Federal, Aplicação do Estatuto da Cidade, dos planos diretores e a efetivação da função social da propriedade do solo urbano, A integração da política urbana no território: política fundiária, mobilidade e acessibilidade urbana, habitação e saneamento e Relação entre os programas governamentais – como PAC e Minha Casa, Minha Vida – e a política de desenvolvimento urbano.

DPs de Guarulhos devem ganhar novas sedes

Guarulhos, 30 de julho de 2013

A falta de infraestrutura dos distritos policiais de Guarulhos foi abordada por Wilson Lourenço e José Alberto Valadares, mais conhecido como Argentino, na reunião com o Segurança Pública do Estado de São Paulo, Fernando Grella Vieira, que garantiu que a cidade será atendida.

De acordo com Wilson Lourenço, o secretário Fernando Grella teria garantido que os problemas enfrentados pelos Distritos Policiais, com exceção do 1º DP, serão resolvidos nos próximos meses, com a locação de sedes apropriadas. O investimento para a locação de novos espaços para abrigar as delegacias já estaria disponível.

ACE marca presença na 7ª Rodada de Negócios

Guarulhos, 07 de maio de 2010

Os principais serviços da Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos (ACE) foram os principais atores do estande da entidade na 7ª Rodada de Negócios, no Centro Internacional de Eventos. E os consultores trabalharam bastante vendendo o SCPC, o Registro de Débitos, o Comércio Exterior, entre outros, para 27 empresas âncoras e outra 130 expositoras que participavam do encontro.


Rodada de Negócios movimentou os empresários

No estande da ACE o público pode conhecer os principais serviços prestados pela entidade, além de das publicações da entidade, como o guia de compras Guarulhostem – Dia das Mães e Namorados e a edição deste mês do jornal Guarulhos Empresarial, que traz a realização da Rodada de Negócios como destaque.

“Tenho a certeza de que a Rodada de Negócios de 2010 irá superar as expectativas, já que o nosso país passa por um momento econômico bastante auspicioso”, disse Wilson Lourenço, presidente da ACE-Guarulhos.

O lançamento oficial da Rodada de Negócios 2010, que contou com a presença de empresários e políticos da cidade, como o prefeito Sebastião Almeida (PT). Entre os mais clicados era o pré-candidato ao Governo de São Paulo e presidente da FIESP, Paulo Skaf.

Entre os diretores da ACE presentes estavam: Wilson Lourenço (presidente); Jorge Taiar (vice-presidente do comércio); Marco Aurélio Ferreira Pinto (diretor jurídico); Marisa Fumanti (diretora do Movimento Degrau); Cláudio Escudero (2º tesoureiro); Stewalter Soares Moraes (diretor de recursos humanos); Maurici Dias Gomes (superintendente da ACE) entre outros.


Equipe da ACE e associados da entidade

A 7ª Rodada de Negócios é uma iniciativa da Associação dos Empresários de Cumbica (Asec) e da regional Guarulhos do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp). O encontro conta com o apoio da ACE-Guarulhos, da Prefeitura de Guarulhos e do Sebrae-SP. Neste ano o encontro contou com a participação de 27 empresas âncoras e outras 130 expositoras.

O estande das entidades organizadoras receberam o apoio das empresas Comfort Design e Real Garden.

Energia e câmara municipal são focos do Cansei!

Guarulhos, 09 de maio de 2008

Em suas reuniões quinzenais, o Movimento Cansei!, formado por várias entidades do município, debateu assuntos relativos aos recentes apagões e o regimento da Câmara Municipal

Das instituições participantes do Movimento Cansei!, grande parte acompanha o trâmite das leis na câmara municipal e considera que a legislação que rege a casa é um tanto quanto falha e precisa ser revista.
 
Para Airton Trevisan, presidente da OAB Guarulhos, o Cansei! não é um movimento que somente aponta o problema, também pensa em uma solução. “O grupo está estudando uma proposta para ajustes nesse regimento”, disse.
 
O advogado Hugo Mesquita, que fez uma pesquisa em legislações análogas vê a necessidade de mudanças. “Participei ativamente em várias discussões de leis e senti que falta algo”, informou o representante da Viva Guarulhos, para quem “não se vislumbra a necessidade de uma mudança radical”.
 
O presidente da ACE Guarulhos, entidade representativa do segmento comercial do município, é enfático: “Independente do momento político, temos que propor ajustes”, afirmou Wilson Lourenço, que também é advogado.
 
Apagões – Discutiu-se muito a respeito dos recentes apagões que causaram prejuízo para diversas empresas. Para Wilson Lourenço, tentou-se um contato com o representante da Bandeirante, mas foi em vão. Trevisan, da OAB Guarulhos, disse que seria interessante um parecer técnico para fundamentar uma ação do movimento.
 
Gilmar Loredo, que representa a Guarulhos Off Roaders, providenciará um estudo a respeito da demanda no município. “Disponho de profissionais profundamente conhecedores desse tema que podem nos transmitir informações de interesse público”, finalizou.

Com base nesse estudo, o Movimento deverá formalizar um ofício à Bandeirante de Energia.

Entidades lançam Vote Guarulhos

Guarulhos, 18 de agosto de 2010

Aumentar a representatividade de Guarulhos na Assembleia Legislativa de São Paulo e na Câmara dos Deputados. Este é o principal objetivo da campanha “Vote Guarulhos – Escolha candidatos de nossa cidade” lançada ontem, na sede da Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos (ACE), por 10 entidades guarulhenses que defendem o voto consciente nas eleições deste ano.

As principais lideranças das entidades estiveram presentes ao lançamento, como Wilson Lourenço (ACE- Guarulhos), Fábio de Souza Santos (OAB Guarulhos), Antônio Roberto Marchiori (Asec), Josinaldo José de Barros (Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região), Donizete de Araújo Branco (Agaci), além de empresários e diretores da ACE.


Representantes das entidades querem promover o voto em candidatos da cidade

No encontro, o discurso das lideranças foi unânime quanto a necessidade da cidade obter uma bancada forte de deputados federais e estaduais em 2010, citaram, como exemplo, o período que o município contou com três deputados federais e dois deputados estaduais.

Wilson Lourenço ressaltou que, as entidades que por princípios defendem ações que resultem no desenvolvimento de Guarulhos se esforcem na utilização de seus meios de comunicação para divulgar a campanha. “O que queremos é que todos divulguem esta ação, principalmente a imprensa local. Desta forma poderemos fomentar esta mensagem positiva na população e sonhar com representantes que tragam recursos para o município”, disse.

Antônio Roberto Marchiori lembrou que a cidade tem condições técnicas para eleger até sete deputados, entre federal e estadual, já que o número de eleitores se aproxima de 800 mil. Mas para o dirigente, os eleitores guarulhenses pecam ao depositar seu voto em candidatos forasteiros. “Na última eleição o deputado federal mais votado na cidade foi o Paulo Maluf. Agora fica a pergunta; Qual o compromisso dele com a cidade?”, disse.

Josinaldo José de Barros, presidente interino do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região, tem a mesma opinião de Marchiori. “Esta eleição será de sobrevivência para a cidade, que representa 7% a 8% do eleitorado do Estado. Infelizmente, 65% dos guarulhenses votam em candidatos de fora, temos que mudar isto em 2010”, falou.

O presidente da OAB Guarulhos, Fábio de Souza Santos, salientou que a ação veio em boa hora. Ele ressaltou, ainda, que a Ordem dos Advogados tem incentivado o voto em candidatos da cidade e que irá cobrá-los caso sejam eleitos. “Temos que nos tornar células multiplicadoras desta campanha”, completou.

Já Donizete de Araújo Branco considerou a iniciativa das entidades uma ação de cidadania. “O que estamos fazendo é praticando a cidadania. Não gostaria de votar em tiriricas e sim em candidatos do município”, disse.

Participam da iniciativa: ACE-Guarulhos, Agaci, Agende, Asec, Ciesp Guarulhos, Acomac Guarulhos, OAB Guarulhos,  Sindicato da Alimentação de Guarulhos, Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região e Viva Guarulhos.

Marabraz inaugura nova loja em Guarulhos

Guarulhos, 03 de novembro de 2008

Com um investimento em torno de R$ 6 milhões, a Lojas Marabraz inaugurou ontem, na Rua Dom Pedro II – principal centro de compras do município – mais um estabelecimento da rede. O novo prédio conta com 5 mil metros quadrados de área construída, cinco pavimentos e gerou mais de 60 empregos diretores.


Nova loja da rede Marabraz

A inauguração da nova loja contou com a presença do presidente da ACE-Guarulhos, Wilson Lourenço, do diretor administrativo, Ananias Araújo Sobrinho e dos proprietários da rede, Nasser Fares e Adiel Fares.

Nasser Fares disse que a Marabraz atua em Guarulhos a mais de 10 anos e que a inauguração da nova loja é um presente para a cidade. “Guarulhos é uma das cidades mais prósperas do Estado e por isso merece ganhar um estabelecimento com o maior mix de móveis do Brasil”, disse.

Wilson Lourenço parabenizou os investimentos do grupo na cidade e ressaltou que o crescimento do comércio de rua da cidade é uma prova que o consumidor guarulhense encontra o que precisar no município. “Nos últimos anos a cidade abriu as portas para as grandes redes. Portanto, o guarulhense não tem mais motivos para realizar suas compras em outra cidade, pois tudo o que ele procura Guarulhos tem”, falou.